• Andréa Silveira da Silva

Como implementar a criação de valor compartilhado nas empresas


O conceito de valor compartilhado nas empresas pode ser visto como um poder eficiente de implementar práticas de inovação social na conduta de trabalho para colaborar e contribuir com os problemas e desafios da sociedade. A implementação dessa proposta simboliza que todo valor econômico deve também gerar um valor social compartilhado e aumentar a competitividade do negócio.


A ideia desse conceito está na responsabilidade social corporativa de atender as necessidades da sociedade, desempenhar o desenvolvimento de ações com o objetivo de melhorar a comunidade e seu futuro através da criação do valor compartilhado, fazer com que organizações, entidades e o corpo social se relacionem e se comuniquem para construir juntos um mundo melhor, fortalecendo a união do progresso social e econômico.


A implementação da criação do valor compartilhado deve fazer parte do propósito empresarial na gestão e no campo estratégico, uma reformulação no capitalismo capaz de conceber uma inovação na produtividade econômica e impulsionar o desenvolvimento de clusters locais, que ajudam com recursos aumentar o crescimento limitado de áreas de atuação.


Michael Porter e Mark Kramer, autores do propósito de valor compartilhado, acreditam que grande parte das empresas possuem o mesmo problema, uma conduta empresarial atrasada que se preocupa apenas com um lucro rápido e imediato no seu nicho restrito, sem preocupar com as demandas de seus consumidores e da comunidade ao seu redor, além dos impactos negativos do uso excessivo de recursos naturais.


A inovação social cresce a partir desse pensamento ultrapassado, buscar no comportamento empresarial o progresso social, reconhecer as carências da sociedade e do espaço para desenvolver valores que possam ser compartilhados com a comunidade e também para expansão dessas práticas sociais para outros caminhos e locais.


Muitas empresas acreditam que ações sociais podem atrasar o crescimento corporativo ou até mesmo limitar o seu lucro, como uma oposição de ideias e objetivos. Mas o papel do valor compartilhado é unificar simultaneamente o sucesso com o desenvolvimento social, trabalhar em convergência suas propostas e possibilitar novas formas de auxiliar a sociedade com efetividade e inovação.


Para Porter e Kramer, para implementar e colocar em prática o conceito de valor compartilhado a empresa precisa enxergar a criação de novos produtos através de necessidades, benefícios e efeitos associados a mercadoria ou que ainda não são vistos pelos consumidores. Avaliar áreas importantes e essenciais para a produção das mercadorias, como energia, recursos e mão de obra para poder criar alternativas mais conscientes para produzir sem causar impactos ambientais negativos. Apoiar os clusters locais, incentivar o desenvolvimento de atividades que podem melhorar o rendimento e solucionar problemas estruturais.


O valor compartilhado pode ser visto como o futuro dos negócios, no qual os impactos sociais estão diretamente atrelados com o crescimento e o lucro de uma empresa, como também a formação de uma imagem institucional positiva para investidores e novas experiências no mercado.


A concepção é trabalhar para também cumprir um papel de transformação na sociedade e viabilizar que o sucesso empresarial esteja conectado com o progresso social. Para o resultado ser eficiente a empresa deve adotar a implementação do valor compartilhado por intenção própria e não por pressão externa, como também investir para que seus colaboradores e gerentes adquiram novas competências e conhecimentos.


Nossa função na Quintal é de apoiar e auxiliar no desenvolvimento de inovação social empresarial através de novas formas de potencializar sua conduta e desempenho no desenvolvimento de práticas sociais com a finalidade de enfrentar as demandas e as dificuldades do espaço e da sociedade.


Referência:

Silva, Andrea. O papel da empresa na sociedade e a criação de valor compartilhado de Michael Porter e Mark Kramer: questões contestadas e complementares